Como se tornar dentista nos EUA? Veja esses 5 caminhos

Você sabia que em 2020, os dentistas nos Estados Unidos tiveram motivos para sorrir?

De acordo com o Bureau of Labor Statistics (BLS), esses profissionais tiveram um salário médio anual de US$ 159.200, com os 10% mais ricos ganhando mais de US$ 217.000!

Parece que o sorriso deles valeu muito mais do que apenas mil palavras.

Mas isso não é tudo, o BLS prevê que o emprego de dentistas nos Estados Unidos aumentará em 3% de 2020 a 2030.

Isso significa que há uma necessidade contínua de dentistas, e aqueles que escolherem essa profissão podem ter uma carreira próspera pela frente.

E se você pensou que horários de trabalho fixos eram a única opção para os dentistas, pense novamente!

A American Dental Association (ADA) revelou que metade de todos os dentistas nos Estados Unidos trabalham por conta própria, o que significa que eles têm a liberdade de definir seus próprios horários. 

Isso significa que, seja em período integral, meio período ou trabalhando como freelancer, os dentistas podem escolher a opção que mais se adapta às suas necessidades e preferências.

Então, se você está procurando uma carreira que permita ganhos lucrativos, liberdade de horário e uma necessidade contínua de seus serviços, ser dentista pode ser a escolha perfeita para você. 

Está querendo saber como se tornar dentista nos EUA?

Então, não deixe de conferir o texto até o final!

1. Professor

Ei, lembre-se de que se você seguir por esse caminho, não estará necessariamente se tornando um dentista nos EUA, mas pode abrir portas para uma carreira na odontologia por lá. 

Mas temos boas notícias, o principal benefício é que você não precisará revalidar o seu diploma, o que significa que não haverá custos extras para se candidatar a uma vaga.

Como professor de odontologia, você poderá desfrutar de um salário competitivo e um pacote de benefícios, além de ter a liberdade de definir seus próprios horários e assumir uma variedade de responsabilidades. 

E sabe o que mais?

O trabalho pode ser um trampolim para conseguir um visto e eventualmente um Green Card.

Mas vamos ser realistas aqui, há desvantagens.

A maior competição entre candidatos pode ser um fator desanimador, já que há menos opções de faculdades de odontologia nos Estados Unidos em comparação ao Brasil. 

E outro fator a ser considerado é a dificuldade em obter sucesso financeiro e acadêmico, já que poucos professores ganham mais de US$180.000 por ano.

Mas ei, não desista ainda! 

Com um currículo sólido que inclua especializações relevantes, mestrado e doutorado sanduíche, você pode se diferenciar de outros candidatos durante o processo de seleção. 

É importante ter conhecimento, contatos e disposição para trabalhar nos Estados Unidos, independentemente do local em que haja uma vaga.

2. Limited License – Licença limitada

Se você está pensando em seguir a carreira odontológica nos Estados Unidos, mas não quer passar por um longo caminho de quatro anos de estudos universitários, pode considerar obter uma Licença Limitada (Limited License! 

Com essa licença, você pode praticar em certos estados sob a supervisão de um profissional totalmente licenciado.

A vantagem?

Além de não precisar de um diploma universitário completo, o salário é mais alto do que no Brasil. 

Mas nem tudo são flores, há algumas desvantagens a serem consideradas. 

Por exemplo, você não poderá fazer tanto trabalho quanto um profissional com licença completa.

Em alguns estados, como Massachusetts, os detentores de uma Licença Limitada geralmente estão restritos a trabalhar em centros de saúde comunitários ou prisões, o que pode ser uma limitação. 

E, infelizmente, essa licença é um contrato restrito que pode impedir sua expansão e te tornar totalmente dependente de terceiros.

Mas não desanime, se você estiver interessado, pode se inscrever para essas vagas!

Qualquer pessoa pode tentar, mas se você já tiver uma autorização de trabalho nos EUA, o processo será muito mais simples para a empresa em potencial. Então, não deixe de conferir essa opção.

3. Pós-graduação: certificado

Nos Estados Unidos, os dentistas têm a opção de obter um Certificado em Odontologia Geral ou Especialização Odontológica. 

Os mais comuns são o AEGD e o GPR. O AEGD é um curso de dois anos que cobre apenas um ano de General Dental e é uma excelente opção para recém-formados nos Estados Unidos e no Canadá que desejam mais exposição clínica prática. 

O GPR é semelhante ao AEGD, mas geralmente está associado a um centro médico. É importante examinar o currículo de cada programa para saber se é clínico ou hospitalar.

Uma vantagem é que existem soluções de software para ambos os cenários que não são muito caras. 

No entanto, é importante ficar atento às especificidades de cada programa, pois a opção gratuita normalmente só está disponível para quem concluiu o curso de Odontologia nos Estados Unidos. 

Os candidatos internacionais podem ser obrigados a pagar mensalidades. Além disso, ao concluir este programa, você terá experiência em procedimentos mais avançados e será considerado um “doutor”.

As desvantagens incluem enfrentar candidatos que obtiveram diplomas nos Estados Unidos e a limitação geográfica, pois você não pode ter nenhum outro título de emprego enquanto tiver este certificado. 

Outro problema é que há poucas instituições de ensino que aceitam estudantes internacionais. Alguns estados, como Virgínia e Flórida, têm mais oportunidades de emprego.

dentista-nos-eua4. Pós-graduação: especialização

Um período típico de treinamento nos Estados Unidos dura entre dois e três anos, embora possa chegar a seis (oral e maxilar em algumas escolas). 

Uma pós-graduação deve atender a dois requisitos a seguir para ser considerada uma especialização que dá direito ao exercício da odontologia:

  • Reconhecida pela American Dental Association (ADA)
  • Acumular carga clínica

Um problema que rola com quem se forma como um dentista é que a falta de experiência clínica acaba dificultando conseguir emprego na área, mesmo sendo uma especialidade reconhecida pela Lei Americana de Deficiência. 

Mas, calma lá, tem uma solução! Dá uma olhada nas especialidades reconhecidas pela ADA que permitem acumular horas clínicas.

Os benefícios de se especializar assim são muitos, como ter mais chance de ganhar mais dinheiro e ser reconhecido como “especialista” na área odontológica. 

Tem programa com custo baixo ou zero, mas é bom ficar atento aos detalhes de cada opção. 

O mais legal é que você pode começar a ganhar mais grana mais cedo do que se escolhesse outro caminho.

Agora, nem tudo são flores, né?

Tem que lembrar que a concorrência será maior e que menos estados aceitam especialistas estrangeiros do que quem fez o curso DDS/DMD. 

E mesmo as escolas gratuitas cobram uma inscrição bem salgada. Mas se é o que você quer, não deixe isso te desanimar!

5. DDS/DMD

Essa é uma opção interessante para dentistas estrangeiros que querem praticar nos EUA sem ter que começar tudo de novo e obter um novo diploma em odontologia, já que é uma versão mais enxuta dos requisitos de conclusão da faculdade de odontologia dos EUA. 

O tempo médio de formação é de cerca de 28 a 30 meses, mas isso varia muito de escola para escola.

Os diplomas DDS e DMD são amplamente reconhecidos nos EUA, embora alguns estados possam exigir requisitos adicionais para praticar a odontologia. 

Mais de 900 vagas estão disponíveis a cada ano, tornando-a a melhor escolha para candidatos estrangeiros.

Como todos os concorrentes neste campo falam inglês apenas como segunda língua, torna-se menos competitivo (com algumas exceções). 

Na verdade, o salário é melhor do que o de professores e profissionais com licenças restritas, as perspectivas de carreira são melhores e a licença pode ser facilmente transferida de estado para estado, já que é reconhecida nacionalmente.

As desvantagens incluem um preço acima da média e o fato de o aluno ser classificado como aluno regular e não como doutorando, exigindo um maior nível de supervisão sobre seu trabalho do que no caso dos programas de certificação e especialidade em nível de pós-graduação. 

Por último, mas não menos importante, você terá que fazer cursos básicos de odontologia, que podem ser úteis para algumas pessoas. 

Enfim, quer ter acesso a mais conteúdos sobre como se tornar dentista nos EUA?

Então não deixe de acompanhar nosso blog e fique bem informado!

 

 

Rate this post


Leave a Reply

Open chat
1
Olá, estamos online...